15/04/2014

Mini manual do suco verde

.
O suco verde agora é moda. Todo mundo que busca um estilo de vida mais saudável está falando nele. Mas fora o hype, sua validade é atestada pelos médicos e nutricionistas em função dos benefícios que ele pode trazer ao organismo.
.
Como não sou nutricionista, indico pra quem quiser maiores explicações, esse texto, esse, esse e este livro.
.
Minha proposta é apresentar um manual rápido do suco verde, para que ninguém fique escravo de receitas, possa variar, experimentar sabores para adequar ao seu paladar e obter todos os benefícios que o suco traz.
.
Primeiro, vamos a algumas perguntinhas básicas e suas respostas segundo o que pesquisei por aí:
.
1) O suco deve ser tomado apenas no café da manhã?
Não, ele pode ser tomado em outras horas do dia como lanche da tarde ou antes/depois de atividades físicas. Segundo alguns nutricionistas, suas vitaminas, fibras e minerais tem melhor assimilação quando se está em jejum, mas ele continua sendo muito bem vindo em outros momentos. Ele já é bastante nutritivo, então fique atento aos sinais do seu corpo para perceber se é necessário ingerir outros alimentos no café da manhã ou se apenas ele é o suficiente.
.
2) Ele deve ser tomado batido ou coado?
É melhor tomá-lo da forma como lhe for mais agradável do que não tomá-lo! ;-) Na verdade, existem 3 formas de preparar o suco:

* apenas batido com mixer ou liquidificador;
* coado (em peneira comum ou tecido voil);
* prensado a frio (centrífugas, juicers).
.
- Alguns nutricionistas dizem que é melhor tomá-lo apenas batido para aproveitar todos os benefícios das fibras. Outro fator é que a presença das fibras na digestão promovem uma liberação mais lenta da energia e, portanto, aumentariam a sensação de saciedade;
.
- Outros dizem que não digerimos bem uma grande quantidade de fibras provenientes das folhas verdes e que seria melhor coar o suco das folhas e somente depois bater com o restante dos ingredientes. Uma segunda justificativa é que como a presença de fibras lentifica o processo de digestão, o suco coado seria "processado" mais rapidamente no nosso organismo e seus benefícios disponibilizados mais rapidamente ao corpo.
.
- E, finalmente, há aqueles que dizem não fazer diferença pois as vitaminas e sais minerais estarão presentes da mesma forma, sugerindo apenas que se acrescente algumas sementes ou cereais hidratados (deixados na água mineral por alguns minutos antes do preparo) após o suco pronto, para garantir a quantidade e a qualidade das fibras a serem ingeridas.
.
3) Pode congelar o suco?
Alguns componentes do suco podem perder parte das suas propriedades no processo de congelamento. Então o ideal é o que o suco seja preparado na hora em que for bebê-lo. Natural é sempre melhor do que congelado quando a questão é alimento. Mas muitas pessoas sugerem fazer o processo das folhas verdes e congelar, para facilitar o preparo e evitar o desperdício. E aí é só bater os ingredientes com os tais "gelinhos de couve" e está pronto para beber!

Para fazer os "gelinhos de couve": bater folhas verdes com água mineral ou água de coco e levar em forminhas de gelo para solidificarem. (Vale dizer que suas forminhas podem ficar tingidas de verde. Portanto, reserve algumas apenas para esse uso.)
.
4) Qual é a melhor receita?
Existem várias receitas diferentes. É interessante procurar algumas e ir experimentando, até que se adeque ao seu paladar. Abaixo vou sugerir algumas combinações. O importante é que sua receita contenha: folhas verdes, 1 ou 2 frutas, 1 ou 2 legumes/raízes. O restante é opcional, mas é interessante prestar atenção para equilibrar ao máximo a sua escolha. Por exemplo: colocar couve, cenoura, laranja e beterraba atende a receita básica. Mas o índice glicêmico vai ficar muito alto. Então é sempre bom ter em mente que você deseja um suco nutritivo e equilibrado ao mesmo tempo.
.
5) Pode adoçar?
Poder, pode... Mas não é o ideal. Todas as pesquisas apontam os malefícios dos açúcares e adoçantes. E a ideia é que este suco seja o mais benéfico possível. Então a dica é adoçar, no máximo, com mel. Para quem não gosta ou não quer, uma opção é bater tâmaras secas junto com o suco. Elas adoçam naturalmente e ainda contribuem para o valor nutritivo final da bebida.
.
6) Pode tomar suco prontos de garrafinha, vendidos em mercados?
Poder a gente pode tudo! rs É uma questão de escolha. Mas o fato é que nunca os benefícios serão os mesmos de um suco feito na hora. Sempre há perda de nutrientes. E ainda há de se considerar que sucos prontos podem conter outros ingredientes para manter o gosto e aumentar a validade do produto. Outro fator é o preço - ele custa absurdamente mais caro do que comprar os ingredientes e fazer na sua casa. Mas cada um sabe das suas prioridades e da sua conta bancária. É o caso de se perguntar quais são os seus objetivos.
.
7) É preciso usar produtos orgânicos?
É indicado, sim. Justamente pelo que os produtos orgânicos representam em questão de saúde física e do meio ambiente. Mas se você não encontrar com facilidade ou considerar que não vale a pena pagar a mais por eles, basta higienizar adequadamente as verduras, legumes, frutas e raízes e utilizá-los.
.
8) Como se prepara o suco verde?
- Higienize muito bem cada ingrediente;
- Hidrate sementes e cereais com antecedência;
- Sempre que possível, mantenha os ingredientes com talos e cascas, picando-os bem;
- Na centrífuga ou juicer: centrifugue todos os ingredientes, depois acrescente a base líquida e as sementes/cereais no final, misturando muito bem;
- No liquidificador/mixer: bata todos os ingredientes, menos as sementes/cereais. Coe, se for o caso. Acrescente as sementes/cereais.
.
9) Quais os ingredientes mais comuns utilizados no suco verde?
Couve - propriedades anti-inflamatórias, ajuda a fixar o cálcio nos ossos, cicatrizante, desintoxicante, regulador de humor,
Maçã - auxilia na diminuição do colesterol e do emagrecimento, aumenta a saciedade, melhora as funções cerebrais, diminui risco de diabetes;
Limão - ajuda no controle da pressão sanguinea, no emagrecimento, purifica o sangue, auxilia na digestão;
Gengibre - é termogênico, ajuda na digestão de alimentos gordurosos, é anti-inflamatório, reduz o mau hálito, combate náuseas.
Fonte: 1, 2, 3, 4
.
O que seu suco deve conter:
.
.
Algumas receitas para você se inspirar:
.
Suco 1
1 folha de couve
1 maçã
1 cenoura
1 punhado de salsinha
1 CS de linhaça ou de chia hidratada
Suco de 1/2 limão
1/2 copo de água de coco
.
Suco 2
1 folha de couve
suco de 1/2 limão inteiro
1/2 pepino japonês
1 maçã
1 punhado de hortelã
1 copo de água gelada
.
Suco 3
1 xíc. de espinafre
1 pepino
1 porção de salsa
2 fatias de melancia
suco de 1 limão
5 uvas verdes
1 colher de café de pó de guaraná
.
Suco 4
Suco de laranja
1 folha de couve
7 folhas de agrião
.
Suco 5
400 ml água de coco
4 fatias de abacaxi
1 maçã
2 pedaços de gengibre
2 galhos de hortelã
2 talos de salsão ou aipo
.
Suco 6
2 xíc. de espinafre
2 pepinos
1 cabeça de aipo
1 cc de gengibre
1 porção de salsa
2 maçãs
1 copo de suco de limão
.
Suco 7
2 fatias de melancia
1 maço de salsinha
2 maçãs
2 talos de salsão
3 talos de erva-doce
1 cenoura
2 laranjas
2 folhas de couve
1 pepino inteiro
1 pera
1 punhado de brotos de alfafa
.
Suco 8
2 rodelas de abacaxi picadinho
1 banana muito madura
2 folhas de couve
1/2 xícara de água
1 colher de chia
.
E se você viu por aí a nova "modinha" do suco rosa, não tem grandes segredos: é só trocar o elemento VERDE do seu suco por um ROSA (beterraba ou frutas vermelhas), de acordo com o que você deseja em questão de benefícios para o seu corpo. Aqui e aqui tem listinhas com descrições de benefícios de frutas, verduras e legumes.
.
E aí, se animou a experimentar? ;-)

14/04/2014

A felicidade por Comte-Sponville

.
.
Desta vez, a minha leitura sobre o tema "felicidade" foi um texto transcrito, revisto e corrigido por André Comte-Sponville, de uma conferência realizada por ele mesmo em 1999, em Bouguenais, cujo tema era justamente a felicidade.
.
E confesso que me deu certo trabalho. Proveniente de uma exposição oral, o autor apresenta ideias de diversos pensadores e vai encadeando-as, ao mesmo tempo em que preenche a apresentação com suas próprias reflexões acerca da proposta da conferência naquele momento.
.
A seguir, apresento algumas ideias que me chamaram a atenção e levaram-me a refletir.


.
"A sabedoria aponta para uma direção: a do máximo de felicidade no máximo de lucidez. (...) Trata-se de pensar não o que me torna feliz, mas o que me parece verdadeiro - e fica a meu encargo tentar encontrar, diante dessa verdade, seja ela triste ou angustiante, o máximo de felicidade possível. A felicidade é a meta; a verdade é o caminho ou a norma."
.
.
"Temos um desejo de felicidade, e esse desejo é frustrado, decepcionado, ferido."
.
"(...) é impossível sermos felizes. Por quê? Porque o desejo é falta, porque a falta é um sofrimento."
.
"Estamos constantemente separados da felicidade pela própria esperança que a busca. A partir do momento em que esperamos a felicidade ('Como eu seria feliz se...'), não podemos escapar da decepção: seja porque a esperança não é satisfeita (sofrimento, frustração), seja porque ela o é (tédio ou, mais uma vez, frustração: como só podemos desejar o que nos falta, desejamos imediatamente outra coisa e por isso não somos felizes...)."
.
"Uma esperança é um desejo cuja satisfação não depende de nós, como diziam os estóicos - diferentemente da vontade, a qual, ao contrário, é um desejo cuja satisfação depende de nós."
.
"O que é a esperança? É um desejo que se refere ao que não temos (uma falta), que ignoramos se foi ou será satisfeito, enfim cuja satisfação não depende de nós: esperar é desejar sem gozar, sem saber, sem poder."
.
"Não é a esperança que faz os heróis: é a coragem e a vontade."
.
"A esperança e o temor não são dois contrários, mas antes as duas faces da mesma moeda: nunca temos uma sem a outra. O contrário de esperar não é temer; o contrário de esperar é saber, poder e gozar."
.
"(...) o desespero, no sentido em que emprego a palavra, não é a tristeza, menos ainda o niilismo, a renúncia ou a resignação: é antes o que eu chamo de um gaio desespero. (...) Seria o desespero do sábio: seria a sabedoria do desespero. (...) O sábio, dizia eu, não tem mais nada a esperar/aguardar, nem a esperar/ter esperança. Por ser plenamente feliz, não lhe falta nada. E porque não lhe falta nada, é plenamente feliz. (...) A sabedoria é a serenidade, a ausência de temor."
.
"Desesperar, no sentido em que emprego a palavra, é fazer o luto das suas esperanças, fazer o luto de tudo o que não é, para regozijar-se do que é."
.
"A meta do luto é a alegria."
.
"Só teremos felicidade à proporção do desespero que formos capazes de suportar, de habitar, de atravessar."
.
"(...) o sábio não espera nada. Não que ele saiba tudo (ninguém sabe tudo), nem que possa tudo (ele não é Deus), nem mesmo que ele seja só prazer (o sábio, como qualquer um, pode ter uma dor de dente), mas porque ele cessou de desejar outra coisa além do que sabe, ou do que pode, ou do que goza. Ele não deseja mais que o real, de que faz parte, e esse desejo, sempre satisfeito - já que o real, por definição, nunca falta: o real nunca está ausente - , esse desejo pois, sempre satisfeito, é então uma alegria plena, que não carece de nada. É o que se chama felicidade. É também o que se chama amor."
.
"O amor é desejo, mas o desejo não é falta. O desejo é potência: potência de gozar e gozo em potencial!"
.
"A sabedoria é apenas um ideal, e nenhum ideal existe. É apenas uma palavra, e nenhuma palavra contém o real."
.
.
"Meus momentos mais infelizes foram todos, indiscriminadamente, de angústia e de esperança: eu estava doente do futuro!"
.
"(...) se houvesse uma felicidade verdadeira, uma felicidade libertada, destacada de si, da posse e portanto do medo de perder, uma felicidade sem angústia, sem pertencimento, como diz Bobin, essa felicidade estaria no campo do amor universal."
.
"Não se trata de esperar a sabedoria como outra vida.; trata-se de aprender a amar esta vida como ela é - inclusive, insisto, dando-nos os meios, no que depende de nós, de transformá-la."
.
"(...) a sabedoria não pertence a ninguém, a nenhuma Igreja, e tanto melhor. A felicidade não é nem um dogma nem uma recompensa. A 'beatitude', dizia Spinoza, 'não é o preço da virtude, mas a própria virtude'."
.
A felicidade, desesperadamente
André Comte-Sponville
Martins Fontes
.
.
Imagens: Arquivo Pessoal

11/04/2014

Links da Quinzena - 33

Links interessantes que eu li por aí e quis compartilhar! :-)
.

- 10 coisas que as pessoas altamente intuitivas fazem diferente (em Inglês); 

- 16 lugares famosos mostrados com seu verdadeiro entorno; 

- Para entender mais sobre os tipos de farinha

- Seja um yogi agora - parte I;

- 18 casinhas charmosas pelo mundo que parecem ter sido tiradas de conto de fadas;   

- 45 usos para o limão (em Inglês);

- Você sabe o que é o #100happydays?

- O poder das afirmações positivas;

- Você já pensou em planejar a sua felicidade?

- 26 arrependimentos que você não vai querer ter quando você morrer;

- Songr - para baixar vídeos do Youtube.

10/04/2014

O que é "Ressignificar"?

.
A ressignificação é uma técnica utilizada na Programação Neurolinguística, que acabou sendo assimilada por outros campos e áreas de atuação como a Psicologia, o Coaching, a Comunicação.
.
Basicamente ela consiste em atribuir um novo significado a um acontecimento, através de uma mudança de visão a respeito do ocorrido.
.
Enxergamos a vida, as pessoas e os acontecimentos de um modo muito específico - ele reflete nossos valores pessoais, nossas experiências anteriores, nossas crenças, nossos preconceitos, nosso modo de "estar no mundo". Experenciamos o mundo através desse "filtro".
.
Quando estamos satisfeitos e felizes com determinada ocorrência ou situação, atribuimos significados positivos e guardamos lembranças doces. Já quando algo dá errado, causa sofrimento, gera frustração ou insatisfação, as memórias são mais amargas e desagradáveis.
.
Ressignificar é ESCOLHER: 
.
* "mudar o ângulo de visão";
* "trocar a moldura" da circunstância;
* levar outros fatores em consideração;
* sair de uma posição estanque e se abrir para outros pontos de vista;
* dar "nova cor" à situação;
* mudar a forma de interpretar uma ocorrência.
.
A ressignificação pode ocorrer de diversas formas:
.
- Através da inserção de um dado novo a respeito do acontecimento, fazendo com que o "quadro geral" da experiência fique mais amplo e você modifique a sua forma de pensá-lo e sentí-lo;
.
- Através do amadurecimento pessoal - quando você revê valores, preconceitos, decisões, modos de pensar e modifica seu "filtro"; como por exemplo: algo que você vivenciou na adolescência numa determinada intensidade foi atenuado pela passagem do tempo e pelo modo diferenciado como você hoje encara a vida - e o significado atribuído àquele acontecimento se tornou diferente;
.
- Através da escolha deliberada pelo "lado bom" - adotar uma postura otimista, focar no positivo, extrair o aprendizado, optar por uma reação construtiva de modo consciente.
.
 Imagem via
. 
A ressignificação torna as pessoas, os acontecimentos e a vida:
.
* mais agradáveis;
* menos limitadores;
* mais "digeríveis";
* menos agressivos;
* mais úteis;
* mais construtivos;
* menos dolorosos;
* mais proveitosos;
* mais eficientes;
* menos traumáticos;
* mais positivos;
* menos incômodos;
* menos idealizados.
.
Quando ressignificamos algo, nossas respostas e atitudes também se alteram. É libertador. Fortalecedor. Saímos da posição de vítima para o papel de protagonista. Conquistamos maior equilíbrio emocional, mais leveza,  mais serenidade. É superação!

Ressignificar é um exercício que geralmente é trabalhoso e pode ser incômodo, uma vez que nos faz revisitar alguns fantasmas - mas vale a pena!!!
.
Existe algo na sua vida que é dolorido, de alguma forma, e valeria a pena buscar ressignificação?

09/04/2014

Série: Emagrecimento: dicas baseadas no Ayurveda - I: O conceito do "peso perfeito"

.
Li há poucos dias um livro do Deepak Chopra que descreve um programa baseado no Ayurveda que tem o objetivo de fazer o leitor alcançar e manter o peso perfeito. E como achei vários pontos interessantes, resolvi registrá-los aqui, em forma de uma pequena série de postagens, destacando as principais dicas e ideias que encontrei no livro.
.
Não tenho a pretensão de me deter demais em nenhum dos temas, pois reunirei apenas alguns conceitos citados ao longo da leitura. Não vou inserir nenhum dado ou pesquisa adicionais que aprofundem cada questão. É apenas um "aperitivo" do livro! :-)
.
Só para contextualizar, segue uma breve explicação sobre o Ayurveda, extraída da  Wikipedia:
.
"Ayurveda é o nome dado ao conhecimento médico desenvolvido na Índia há cerca de 7 mil anos, o que faz dela um dos mais antigos sistemas medicinais da humanidade. Ayurveda significa, em sânscrito, Ciência (veda) da vida (ayur). Continua a ser a medicina oficial na Índia e tem-se difundido por todo o mundo como uma técnica eficaz de medicina tradicional."
.
Agora vamos ao 1º tema:
.
* O conceito do peso perfeito
.
Segundo o autor, peso perfeito é algo bastante subjetivo. Pois envolve sentir-se saudável, ativo, atraente e à vontade com seu corpo. Não diz respeito exclusivamente a um número na balança ou a caber num manequim 36.
.
Percebe-se durante a leitura que ele valoriza a noção de "peso saudável" - aquela faixa com alguma amplitude que vai de um número a outro na balança, seguindo critérios que também levam em conta altura, estrutura óssea, quantidade de massa magra, resultados de exames de sangue, entre outros fatores. Mas não somente isso.
.
Para Chopra, é muito importante atentar também ao conhecimento do seu corpo, do seu metabolismo, do seu estilo de vida, das suas condições emocionais. Porque, na verdade, somente a própria pessoa tem como falar sobre a sua disposição, seu rendimento para atividades cotidianas e exercícios físicos, o modo como se sente usando um biquini e como anda a sensação de estar na própria pele.
.
O autor afirma que "a definição do peso ideal baseada na auto-referência vem de você, e não de uma companhia de seguros ou agência de publicidade. Ele é o ponto no qual você acredita que parecerá e se sentirá melhor, baseado numa avaliação realista de si mesmo e das suas metas."
.
Escreve que a meta deve ser algo realista e atingível. Portanto, não adianta se apegar a parâmetros absurdos e completamente fora da sua realidade e do seu tipo físico, que seja repleto de idealizações.
.
Sendo assim, é possível concluir que o peso perfeito não precisa ser exatamente aquele que marca na balança e que a atriz "x" declarou possuir na matéria da revista. Mas aquele que faz com que você sinta que seu corpo é um instrumento afinado ao máximo para mediar sua relação com o mundo e te fazer feliz.
.
FONTE:
Peso perfeito - o programa completo mente/corpo para você alcançar e manter seu peso ideal
Deepak Chopra
Editora Rocco
.
Próxima dica:

Dica II: Aprendendo a identificar quando você está com fome e quando já está satisfeito